Lucros da Google abaixo das expectativas, Intel surpreende

A Google apresentou no último trimestre de 2011lucros de 2,7 mil milhões de dólares (2,09 milhões de euros). Em Wall Street, após o anúncio, as acções da Google perdiam perto de 9 por cento do valor.

Como é que uma empresa apresenta lucros comnove zeros e as acções seguem a descer? Pois bem, os investidores e analistas de Wall Street tinham perspectivado um cenário mais risonho para a Google e os resultados da empresa acabaram por não igualar as apostas do mercado financeiro. Aliás, esta é a primeira vez desde à 9 trimestres que a Google não supera as expectativas dos analistas económicos.

O problema nem está tanto no lucro que a empresa de Mountain View teve, mas sim nas receitas provenientes da Internet: a Google apresentou 8, 13 mil milhões de dólares em receitas líquidas, os analistas esperavam por 8,4 mil milhões de dólares. As acções da Google renderam 9,5 doláres cada, os economistas esperavam por 10,49 dólares.

A gigante das pesquisas desdramatizou a situação em comunicado oficial ao destacar o crescimento de 25 por cento em receitas brutas e que pela primeira vez o valor das receitas ultrapassou os dez mil milhões de dólares num só trimestre.

As receitas provenientes dos «cliques nas publicidades» também desceu cerca de 8 por cento, quando comparado com o trimestre anterior. Por outro lado, dispositivos Android e utilizadores do Google+ fazem sorrir o pessoal da Google. No caso do sistema operativo, além dos 700 mil Androids activados todos os dias,11 mil milhões de aplicações foram até agora descarregadas do Market.

A Intel também apresentou os resultados relativos ao ano fiscal de 2011, mas a surpresa também está no quarto trimestre. A fabricante de microprocessadoresobteve receitas de 13,9 mil milhões de dólares (10,7 mil milhões de euros), um pouco acima dos 13,7 mil milhões estimados. A empresa multi-nacional apontouo mercado dos PC’s e dos data centers como os principais responsáveis pelos valores apresentados.

Relativamente a todo o ano de 2011, tal como refere o Engadget, os resultados “vão constar nos livros de recordações” – 54 mil milhões de dólares em receitas, um crescimento de 10 mil milhões relativamente a 2010 e um lucro final de 12,9 mil milhões de dólares (9,9 mil milhões de euros). O ano mais rentável de sempre para a Intel.

E para quem está sempre a apontar o mercado dos PC’s como morto e em constante declínio ficam duas chamadas de aviso: a Intel está a facturar 5 mil milhões por ano no mercado dos PC’s e a febre dos ultrabooks ainda está para chegar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s