Polícia detém e acusa mais membros do LulzSec e Anonymous

Ontem foi detido mais um alegado membro do LulzSec, suspeito de ter roubado dados dos sistemas informáticos da Sony. Dois outros suspeitos de participação em ataques de negação de serviço (DoS) aos servidores do Condado de Santa Cruz foram formalmente acusados.

O jovem agora detido tinha sido acusado a 2 Setembro, por um júri do tribunal federal, por conspiração e acesso não autorizado a computadores protegidos. Tem 23 anos de idade e reside no Arizona, relata a CNet, com base na informação fornecida pelo FBI.

Cody Andrew Kretsinger terá recorrido a um serviço que permite aceder à Internet de forma anónima e participado no ataque aos sistemas da Sony, em Maio, segundo explica a acusação forma do tribunal.

O alegado membro do LulzSec e outros “cúmplices” terão procurado e explorado vulnerabilidades no sistema com recurso a um ataque de injeção de SQL que teve lugar entre 27 de Maio e 2 de Junho. Depois comprometeram os sistemas fazendo “dezenas de milhares de requisições de dados confidenciais” e divulgado a informação publicamente em sites e no Twitter, descrevem as autoridades. O suspeito arrisca uma pena até 15 anos de prisão.

Na Califórnia, as autoridades detiveram para ser presente ao juiz um homem de 47 anos (Commander X), que foi depois libertado, ficando marcada uma nova audiência em tribunal para dia 29 de Setembro, altura em que lhe será fixada uma fiança.

O suspeito é acusado de ter participado no ataque de negação de serviço (DoS) que queixou temporariamente inativos os servidores do Condado de Santa Cruz, em Dezembro de 2010. Pelas mesmas acusações responde um jovem de 26 anos do Ohio, conhecido como Absolem ou Toxic, que deverá comparecer perante o tribunal a 1 de Novembro. Ambos estão indiciados por conspirarem para causar danos em computadores protegidos.

A acusação defende que o ataque aos servidores públicos foi orquestrado pela Frente de Libertação Popular (PLF), associada ao grupo de hacktivistas Anonymous.

O ataque terá sido levado a cabo como forma de retaliação. O município aprovou uma lei que limita o campismo nas zonas limite da cidade, o que motivou um protesto que acabou com a detenção e acusação de vários manifestantes. Na sequência da atuação pública, vieram os ataques de DoS, sustentam as autoridades.

Fonte: TeK

Anúncios

Um comentário a “Polícia detém e acusa mais membros do LulzSec e Anonymous

  1. Anonymous são ativistas pessoas que defende a liberdade, não são terroristas, crarkers ou ficam bricando de expor dados pessoas, tentam associar anonymous com criminosos por que sara que tem motivos sara mesmo?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s